segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Winx Club 7x22: O Reino dos Diamantes





Foi um bom episódio, no nível da maioria da temporada, mas particularmente não me agradou muito. Por ser um episódio de grande importância, em que o "mistério" da temporada seria finalmente revelado, esperava muito mais dele. Sei que devo ser uma exceção, mas pra mim o enredo foi decepcionante.
Com certeza a melhor parte do episódio foi o surgimento "inesperado" das Trix no final, mas além de forçado, já sabíamos disso devido às sinopses reveladoras. Então não fomos nenhum pouco surpreendidos, o que deixou essa cena bem menos interessante do que podia ter sido. Obviamente ninguém nos obrigou a ler as sinopses, mas a Rainbow precisa rever urgentemente a forma como as divulga. Elas não podem revelar os pontos principais do enredo, principalmente nos últimos episódios da temporada.

- Animal com a primeira cor do universo
As Winx revelam à Faragonda que o Poder Supremo está intimamente ligado ao Poder das Fadas. Então ela diz que Alfea tem a maior concentração de magia de fada de todo o universo e conclui que ele deve estar lá. Obviamente Bloom é a única que suspeita da estátua de diamante e pergunta sobre sua origem. Faragonda diz que a encontrou há muito tempo no Salão dos Animais Fadas e que se sentiu conectada a ela. O resto é fácil deduzir. Ela representa um animal (digmole) e possui todas as cores, assim como a luz, que é a primeira cor do universo.
Apesar do desfecho desse enredo ser muito sem graça, o animal que todos procuravam (ou deviam estar procurando) era uma mera estátua, consigo aceitá-lo razoavelmente bem. O problema está no que existe dentro dela (assunto do próximo tópico) e em algumas possíveis incoerências.
A primeira é que essa estátua não parecia existir antes da Kalshara roubar a Magia Selvagem, ela só aparece quando Kalshara sai do salão, mas essa "incoerência" é fácil de ser resolvida. É só imaginarmos que simplesmente não mostraram a estátua enquanto ela estava no salão e fim. A segunda e mais importante é que a estátua não existia em Alfea na linha do tempo original, ela só aparece na sala da diretora após a primeira viagem no tempo das Winx. Então precisamos saber o que mudou para motivar Faragonda a pegá-la da segunda vez. Sabemos que a única interferência das Winx no passado foi salvando as toupeiras e não teria porque esse fato alterar a ida da Faragonda ao salão. Enfim, espero que tenha alguma explicação para isso.

- MiniMundo dos Diamantes (Adamantine MiniWorld) e Poder Supremo
As Winx entram no MiniMundo, encontram diversas criaturas e pedem ajuda aos soberanos para encontrar o Poder Supremo. Elas descobrem que se trata de um diamante, que segundo a lenda é o mais brilhante de todos e cresce no Pomar Real. As árvores de lá não produzem mais diamantes e Flora usa sua magia para fazê-los crescer novamente. Com exceção de uma única grande árvore, todas dão novos frutos. Então Flora usa novamente sua magia e essa árvore também volta a produzir diamantes, entre eles o Poder Supremo. Mas ela perde controle de sua magia e a árvore continua crescendo descontroladamente, ameaçando a estufa. Flora tenta evitar que tudo desabe, mas não consegue e acaba soterrada por pedras duras como diamantes e resistentes à magia.
Esse enredo é tão sem nexo que nem sei por onde começar... Como aceitar que exista um MiniWorld repleto de criaturas dentro de uma estátua? É ridículo demais! Os MiniWorlds são locais que suportam os ecossistemas. Eles tem que estar na natureza, como todos os outros, e não dentro de um objeto. Não faz sentido algum! E Bloom simplesmente adivinha que o MiniWorld do Diamante está dentro da estátua ao dizer que ele estava esperando por elas. Ela fez parecer que essa era uma conclusão extremamente óbvia, quando na verdade não era. Por tudo que a temporada mostrou até agora, um MiniWorld não deveria estar ali.
Eu até poderia aceitar a existência de um MiniWorld em uma estátua, se ele fosse só um local para guardar/esconder o Poder Supremo, sem criaturas ou vida de qualquer espécie. Seria só um ambiente criado para proteger o Poder Supremo. Poderia ter armadilhas para atacar possíveis intrusos ou provas para serem cumpridas pelas Tynix. E tudo seria resolvido com a participação ativa dos Guardiões, que estariam lá para ajudá-las. Teria sido muito melhor assim...
Falando nos animais, não fez sentido eles não estarem no MiniWorld no momento em que elas finalmente encontraram o Poder Supremo, do qual são guardiões. Em todos os outros MiniWorlds em que não estavam com as Winx, eles chegaram momentos depois, mas no mais importante demoraram tanto que só chegarão no próximo episódio. Não dá pra entender... Eles não só tinham que estar com as Winx, como deviam ter sido fundamentais para encontrar o Poder Supremo. Mas parece que o título de guardiões só existe para justificar o desfecho que eles terão na temporada...
Além de tudo isso, esse MiniWorld ainda teve diversas situações que me incomodaram. 1. Uma grande quantidade de criaturas ridículas (guardas talheres falantes, pratos com rostos, reis ratos exigentes que se alimentam de diamantes...) que só servem para infantilizar o enredo. 2. Muitos diálogos e cenas dessas criaturas. Teve uma tão grande que me senti vendo outro desenho. 3. Uma trama principal sem graça, com diamantes que crescem em árvores e servem de alimento. 4. O Poder Supremo voando mundo afora sem ninguém para impedir. A líder diz para se preocuparem com ele depois e mais uma vez as boas seguidoras obedecem sem contestar. Coisa mais idiota! É óbvio que ele é muito mais importante que uma estufa em colapso, que podia ser restaurada depois, e não era necessário cinco Winx para proteger os animais. Definitivamente esse MiniWorld foi o que menos me agradou. Muito infantil e sem nexo!
O único ponto positivo foi ver Flora tendo seu momento no MiniWorld. Lembro que senti que ela não teve no "Folha" (ep. 16) o mesmo foco que as demais Winx tiveram em seus MiniWorlds, mas não sabia se ela teria outra oportunidade. Felizmente teve. E Amarok terá sua importância ainda nele, no início do próximo episódio.
Antes que pensem que estou sendo condescendente com Flora, que se fosse a Bloom eu estaria fazendo várias críticas, é evidente que todas as Winx (e seus animais) deveriam ter sido fundamentais para a descoberta do Poder Supremo. Essa era a missão da temporada. O desfecho desse enredo não deveria focar uma única Winx. Mas já que foi assim, é um avanço não ter sido novamente a Bloom. Porém não podemos esquecer que foi ela que suspeitou da estátua pra começar... rs

- Vilões
As Winx e Faragonda não percebem que a toupeira é a Kalshara disfarçada. Ela e Faragonda ficam sozinhas enquanto as Winx estão no MiniWorld. Quando o diamante Poder Supremo sai voando da estátua (aff), Kalshara simplesmente o rouba e Faragonda não consegue detê-la.
Kalshara encontra Brafilius e lhe conta a novidade, mas se incomoda com sua ignorância e diz que ele é dispensável. Brafilius se irrita e pega o Poder Supremo dela. Agora é ele que está no controle. Brafilius convoca os animais mais poderosos do Universo Mágico e além (outros mundos). Em seguida, Kalshara tenta reaver o diamante, mas ele quebra e Brafilius absorve todo o Poder Supremo.
No final, três animais maravilhosos aparecem com suas respectivas proprietárias, as Trix. Aparentemente, Brafilius é o único ser na Dimensão Mágica que não sabe quem elas são. Onde ele esteve nos últimos anos? kkk
Sei que as características físicas que diferenciam as versões animais da Kalshara dos outros da mesma espécie só são perceptíveis para nós e não para as personagens, senão elas seriam muito burras, mas mesmo assim achei muito ingenuidade elas acreditarem que aquela toupeira era da Faragonda. Todas sabem que Kalshara é uma metamorfa, então pelo menos algumas podiam ter desconfiado.
Felizmente Brafilius se rebela contra a irmã no calor do momento e não de caso pensado como a descrição do site da RaiGulp sugeria. Seria difícil de engolir que ele planejava traí-la, já que ele nunca pareceu realmente incomodado com a forma como era tratado. 
Já é difícil aceitar que as Trix se ligaram a animais no Legendarium e que alguma criatura conseguiria sair dele mesmo estando trancado, mas pior que isso é acreditar que as simples convocações desses animais as libertariam. Uma coisa não tem nada a ver com a outra! Se Brafilius convocasse os animais das Winx, elas apareceriam junto? Claro que não! Isso não faz o menor sentido. Infelizmente esse enredo ficou incoerente e forçado, até para os padrões da Rainbow.
Particularmente acho que as Trix mereciam um descanso maior, mas é certo que a participação delas trará mais ação à temporada. Porém podiam atingir o mesmo objetivo com a própria Kalshara. Esse era o momento dela brilhar. Ela finalmente conseguiu o Poder Supremo e tinha tudo para se tornar a grande vilã que esperávamos. Mas a Rainbow preferiu trazer as Trix de volta, colocando Kalshara definitivamente no rol dos vilões inúteis de Winx Club.
Adorei os animais das Trix! Eles combinam muito com elas. Meu preferido é a coruja da Stormy. Visualmente eles são muito melhores que os das Winx. E parecem bem mais poderosos também. O design deles só reafirmou o sentimento que eu tive após o episódio 14, de que os animais das Winx deviam ter ficado com o novo visual definitivamente ou pelo menos terem a possibilidade de se transformar fora dos MiniWorlds. Queria tanto tê-los visto assim...